Institucional

Iniciativa mobiliza criadores de bubalinos

Reunião realizada na quarta-feira (04) no Sirsan mobilizou criadores de bubalinos da região. O encontro teve como foco definir ações para fomentar a cadeia produtiva de búfalos, visando o fortalecimento e expansão.Um dos pontos mencionados foi a instalação das atividades do PROMEBULL - Programa de Melhoramento Genético de Búfalos com Inovação para o estado do Pará.

Para fortalecer a cadeia de leite e de corte, e transformá-la em uma alternativa econômica viável para a região, que concentra os mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Amazônia Oriental, a Associação Paraense dos Criadores de Búfalos (APCB) e a Central de Biotecnologia Reprodução Animal (Cebran), da Universidade Federal do Pará (UFPA), criaram o Promebull Marajó. Agora, a experiência vai ser estendida a outros rebanhos, com a assinatura do convênio para implantação do Programa de Melhoramento Genético do Rebanho Bubalino do Pará (Promebul) em outras regiões criadoras, como a oeste.

Resultados – No Marajó, o Promebull já vem apresentado resultados muito positivos. Em 2016 foi implantada uma unidade demonstrativa do projeto no campo experimental da Embrapa em Salvaterra, que funciona como uma fazenda modelo para os produtores da região. O projeto selecionou dezenas de propriedades em três municípios do Marajó – Soure, Salvaterra e Cachoeira do Arari – e, por meio da técnica de Inseminação Artificial de Tempo Fixo (IATF) espera iniciar uma nova geração de búfalos leiteiros na região. Uma experiência que, agora, será levada para todo o estado.